Outubro Rosa: quais são os exames preventivos?

Outubro Rosa: quais são os exames preventivos?

O movimento Outubro Rosa foi criado em 1990 pela Fundação Susan G. Komen for the Cure, dos Estados Unidos, como uma iniciativa internacional de conscientização sobre a prevenção do câncer de mama.

Segundo dados do próprio INCA, a estimativa é que o Brasil tenha mais de 66 mil novos casos da doença durante o ano de 2021. A prevenção, sem dúvida, é uma das armas mais essenciais para as pacientes e, durante o Outubro Rosa, as mulheres são alertadas da importância dos exames preventivos.

Quer saber mais detalhes sobre o Outubro Rosa? Neste artigo, nós, do Blanc Hospital, vamos apresentar tudo sobre esse movimento internacional e sobre os exames preventivos de câncer de mama. Acompanhe!

Quais são os exames preventivos?

A realização de exames preventivos é muito importante para o diagnóstico precoce, o qual, consequentemente, permite um tratamento menos agressivo contra o câncer de mama. Além disso, à medida que a doença é tratada ainda em fase inicial, a possibilidade de óbito diminui consideravelmente.

Dr. Rogério Grossmann, mastologista e membro do Comitê Científico do Blanc Hospital, explica alguns detalhes sobre os exames preventivos: “Eles são uma forma de rastreio, ou seja, a paciente não tem sintomas, mas faz exames para, se for o caso, obter um diagnóstico precoce. A mamografia e outros exames adicionais de imagem permitem identificar a doença antes das mulheres apresentarem sintomas, isto é, notarem alguma alteração na mama”.

Fatores de risco

Além da mamografia como principal ferramenta para o diagnóstico precoce do câncer de mama, existem alguns hábitos que podem ser evitados pela mulher com o intuito de diminuir o risco de desenvolvimento da doença, como, entre outros, o consumo de bebidas alcoólicas, o sedentarismo e a redução do uso de hormônios na pós-menopausa. O sobrepeso também é considerado um fator de risco, assim como o histórico familiar da paciente.

Sintomas

De acordo com a explicação do Dr. Rogério Grossmann, volume anormal na mama, retração da pele e dos mamilos, presença de secreção sanguinolenta, alteração da cor dos mamilos, nódulos e outros sintomas podem indicar a possibilidade de câncer de mama.

Qualquer sintoma observado pela mulher deve ser encaminhado ao médico para que o diagnóstico seja feito através de exames. Por isso, segundo informações do INCA, é muito importante que a mulher observe quaisquer alterações mamárias a partir do autoexame.

Quando realizar os exames

De acordo com o Dr. Grossmann, a mamografia deve ser feita por mulheres com mais de 40 anos. Segundo o mastologista, alguns grupos de estudo acreditam que o exame deve ser realizado anualmente, enquanto outros afirmam que deve ser feito a cada 2 anos. Ou seja, a periodicidade recomendada pode variar. Aconselha-se sempre que pacientes acima dos 50 anos já tenham feito o exame periódico de mamografia.

Além disso, o médico explica que a mamografia não tem um limite de idade, contanto que a paciente tenha as condições físicas necessárias. Existem também exames complementares: “Como, entre outros, a ecografia das mamas e a ressonância magnética. Assim, o profissional terá mais informações sobre o caso e poderá seguir os próximos passos do tratamento”, conta o Dr. Grossmann.

Vantagens do exame preventivo

Como já citamos no início deste artigo, o exame preventivo ajuda na detecção precoce do câncer de mama, o que aumenta as chances de cura da doença e diminui a necessidade de tratamentos mais agressivos, conferindo mais conforto à paciente durante todo o processo.

Dr. Rogério Grossmann detalha: “Realizando os exames de imagem, a paciente consegue detectar o câncer mais facilmente e, assim, as chances de curabilidade aumentam. Em alguns casos, a fase inicial do câncer não requer tratamento com quimioterapia e radioterapia. A prevenção também amplia as chances de não precisar fazer a retirada da mama”.O Blanc Hospital se junta ao movimento Outubro Rosa para auxiliar na conscientização a respeito do câncer de mama. A realização de exames periódicos, como os de imagem, é fundamental para a percepção de alterações nas mamas, detectando precocemente o surgimento de um possível câncer.

Quanto mais cedo o câncer for detectado, mais chances a paciente tem de se curar. Portanto, a realização periódica de todos os exames, principalmente a mamografia, é fundamental para salvar a vida de muitas mulheres.

Quer ficar por dentro de mais conteúdos sobre saúde, cirurgia plástica e qualidade de vida? Acompanhe o blog do Blanc Hospital e nos siga no Instagram!