Otorrinolaringologia

Procedimentos

Procedimentos

Adenóide

A cirurgia de adenoide (adenoidectomia) é feita sob anestesia geral, em centro cirúrgico, através de um procedimento rápido e simples que remove a adenoide pela boca

Amígdalas

A amigdalectomia consiste na remoção cirúrgica das amígdalas palatinas, ou seja, é a cirurgia para retirar ou remover as amígdalas. A operação pode ser realizada de duas formas: amigdalectomia total, que consiste na remoção total da amígdala ou, então, amigdalectomia parcial, que consiste na remoção parcial da amígdala.

Desvio de septo

A septoplastia ou cirurgia de desvio do septo (ou operação) visa a correção cirúrgica do desvio do septo nasal. O objetivo da cirurgia é corrigir o desvio existente e desta forma aumentar a permeabilidade das fossas nasais e consequentemente melhorar a qualidade de vida dos pacientes.

Dreno de ouvido

A Timpanotomia é o procedimento cirúrgico que consiste na colocação de um tubo de ventilação (dreno ou “tubinho”) na membrana do tímpano,tendo como objetivo proporcionar uma ventilação adequada no ouvido médio. A Timpanotomia é realizada através do próprio canal do ouvido (conduto auditivo externo) com o paciente sob anestesia geral. Com o auxílio de um microscópio, o cirurgião faz um pequeno orifício na membrana do tímpano e, então, “encaixa” o tubo de ventilação neste espaço. A Timpanotomia pode ser combinada com outros procedimentos como a cirurgia para remoção de amigdalas e adenóides (Adenoamigdalectomia). A cirurgia tem duração média de uma hora e o paciente tem alta no mesmo dia.

Turbinectomia

Turbinectomia ou turbinoplastia é uma cirurgia realizada no nariz. Seu objetivo é melhorar a respiração do paciente. A técnica consiste na remoção de parte da estrutura dos cornetos nasais (ossos e cartilagens) da cavidade. Essas conchas podem ampliar-se e causar uma obstrução capaz de prejudicar a respiração. Os cornetos nasais são responsáveis pela filtração, umidificação e o aquecimento do ar que vai para os pulmões. Seu mau funcionamento causa, principalmente, a rinite alérgica. Com sua remoção parcial ou total, os sintomas da doença são sensivelmente reduzidos. A turbinectomia remove parte ou a totalidade dessas conchas abrindo espaço para a circulação do ar e facilitando a respiração. Como é considerada uma cirurgia exploratória, o médico terá que tomar algumas decisões, sem o conhecimento do paciente, durante a realização do procedimento. A cirurgia pode ser feita com anestesia local ou geral e dura aproximadamente meia hora. O paciente poderá ficar internado por um ou dois dias após a realização do procedimento. Às vezes há necessidade de colocar um tampão dentro do nariz para evitar sangramento. Esse tampão é removido em até três dias após a realização da operação. O nariz tem três conchas. Uma vez removidas, as conchas nasais não voltam a crescer.